27 de mai de 2018

Publicado em:

Dia Nacional da Mata Atlântica

destaques



Hoje é comemorado o dia nacional da Mata Atlântica, mas esse dia serve mais para reflexão do que comemoração.


Você sabia que a Mata Atlântica cobria cerca de 12% do território nacional e hoje cobre apenas 7%? Ela é uma das florestas tropicais mais ameaçadas do mundo. Desde o século XVI ela vem sendo explorada, houve a extração predatória do pau-brasil, que era utilizado para a construção e também como tintura de tecido. Grandes áreas foram destruídas para plantio de cana-de-açúcar e construção de engenhos e fornalhas da indústria do açúcar.

No século XVIII, um grande número de portugueses foi atraído pelas jazidas de ouro, levando a novos desmatamentos, que foram estendidos até os limites com o Cerrado, para a pecuária e agricultura. Também houve impactos com as plantações de café que surgiram nos séculos seguintes.

Já na metade do século XX, começou a extração da madeira. No Espírito Santo, as matas passaram a ser derrubadas para fornecer matéria-prima para a indústria de papel e celulose. Esse processo descontrolado de desenvolvimento ameaça inúmeras espécies, algumas quase extintas como o mico-leão-da-cara-dourada, a onça pintada e a jaguatirica.



Tudo isso para suprir o consumo exagerado que nós, humanos, estamos cada vez mais aumentando. Sempre queremos ter um celular de última geração, uma TV e computadores modernos, roupas e calçados que estão na moda. Mas dificilmente lembramos que para que tudo isso seja fabricado é preciso de matéria-prima. E de onde ela vem? Isso mesmo, da natureza!

A Mata Atlântica é considerada patrimônio natural da humanidade pela UNESCO, ela é muito importante para a estabilização do clima, conservação do solo, fornecimento de água, além de possuir uma enorme biodiversidade que PRECISA ser preservada.

Estima-se que na Mata Atlântica existam aproximadamente 20.000 espécies vegetais (cerca de 35% das espécies existentes no Brasil), incluindo várias espécies endêmicas e ameaçadas de extinção. Essa riqueza é maior que a de alguns continentes (17.000 espécies na América do Norte e 12.500 na Europa).

Com relação à fauna, os levantamentos já realizados indicam que a há 1.020 espécies de aves, 370 espécies de anfíbios, 200 espécies de répteis, 298 de mamíferos e cerca de 350 espécies de peixes.


E como podemos ajudar nessa preservação?


Você conhece os 5 R’s?

Repense- hábitos e atitudes; você realmente precisa trocar de celular/notebook constantemente?

Reduza- geração e descarte; você precisa mesmo estar comprando a todo o momento?

Reutilize- para aumentar a vida útil; você não pode utilizar esse objeto que esta pensando em jogar fora de outra forma?

Recicle- para transformar em um novo produto; você não pode transformar algo sem utilidade em outra coisa que sirva para você?

Recuse- aqueles que agridem o meio ambiente. Busque certificação nos produtos.

Um importante instrumento para a conservação e recuperação ambiental na Mata Atlântica, foi a aprovação da Lei 11.428, de 2006, que dispõe sobre a utilização e proteção da vegetação nativa do Bioma Mata Atlântica e o Decreto 6.660/2008, que regulamentou a referida lei.

Lembre-se, se você conseguir mudar seus hábitos e das pessoas que estão a sua volta, e também pensar que tudo o que fazemos pode gerar impactos no meio em que vivemos, essa destruição pode diminuir muito!

Fonte: http://biologiaparabiologos.com.br/dia-nacional-da-mata-atlantica/

Alfredo de Pontal

Autor & Editor

O portal Águas de Pontal abre as cortinas para mostrar o grande espetáculo da vida proporcionado pela Mãe Natureza e seus atores: o ser humano íntegro voltado à reconstrução.

 

Não perca nossas publicações...

Inscreva-se agora e receba todas as novidades em seu e-mail, é fácil e seguro!

Desenvolvido por YouSee Marketing Digital - Nós amamos o que fazemos
| Hosted in Google Servers with blogger technology |: