16 de mai de 2018

Publicado em:

Devolvam o mundo redondo à criança

destaques

Infelizmente hoje as crianças vivem nos quadrados, estão emparedadas.



O círculo é sem dúvida a forma básica mais aplicada em toda a natureza: a Lua, o Sol, os planetas, as estrelas. As células, átomos, elétrons. As formas das plantas, animais, estruturas geológicas. O óvulo, o útero. Todos representados pela forma circular.

Por caracterizar o TODO, o círculo é símbolo divino. Sempre foi representado em todas as épocas e culturas como o símbolo da totalidade original do Universo, da unidade e plenitude. Remete ao infinito, à proteção, segurança, apoio, amizade, amor, cuidado, inclusão. É uma forma convidativa, maternal, e acolhedora.

Ao nascer, criança é colocada no peito materno e tem nele o alimento que garante seu crescimento e desenvolvimento saudável. Podemos observar durante a amamentação, a mãozinha do bebê repousada sobre o peito arredondado da mãe e seus olhinhos fixos nos olhos maternos, dando início a comunicação e as bases do vínculo amoroso.

É no colo da mãe, do pai, que o bebê encontra calor, aconchego. É no abraço de seus cuidadores que a criança busca consolo, apoio, proteção. Tanto o colo, como o abraço tem formas arredondadas.

Logo, a primeira e maior referência do mundo da criança desde seu nascimento está fundamentada na configuração circular – uma forma viva, natural, e saudável para o desenvolvimento infantil.

Um dos primeiros brinquedos oferecido à criança é a bola. Mais tarde ela brincará alegremente de girar seu corpo, brincará também de roda, como reflexo de uma memória celular do movimento circular primordial.

Infelizmente hoje as crianças vivem nos quadrados, estão emparedadas. Das salas de aula às salas de estar, seja das residências ou consultórios médicos e psicológicos. Das telas da TV às telas dos smartphones.

Elas perderam o espaço orgânico e o ritmo natural do mundo de formas circulares que as conceberam. Isso tem acarretado desordens psíquicas, dificuldade de socialização, obesidade infantil, entre outros distúrbios.

Temos sido tão invadidos e impactados por esta revolução tecnológica, que perdemos valores importantes, como a liberdade da infância e o convívio familiar. Precisamos urgentemente reaprendê-los para retomar a saúde da nossa sociedade e principalmente de nossas crianças.

Comecemos então por resgatar o calor e a alegria do mundo redondo infantil. Comecemos por estimular o brincar livre na natureza, com bolas, bambolês, bolhas de sabão, bolinhas de gude, bolinhos de areia.

Por Ana Lúcia Machado, pesquisadora da cultura da infância e arte na educação. Autora do blog “Educando Tudo Muda”, carrega a bandeira da educação como a única revolução capaz de transformar o mundo. Ela é autora do livro “Clarear – a pedagogia Waldorf em debate” e do projeto “Playoutside – alegria de brincar na natureza”

Fonte: http://ciclovivo.com.br/vida-sustentavel/equilibrio/devolvam-o-mundo-redondo-crianca/

Alfredo de Pontal

Autor & Editor

O portal Águas de Pontal abre as cortinas para mostrar o grande espetáculo da vida proporcionado pela Mãe Natureza e seus atores: o ser humano íntegro voltado à reconstrução.

 

Não perca nossas publicações...

Inscreva-se agora e receba todas as novidades em seu e-mail, é fácil e seguro!

Desenvolvido por YouSee Marketing Digital - Nós amamos o que fazemos
| Hosted in Google Servers with blogger technology |: