27 de dez de 2017

Publicado em: ,

Vegetação litorânea: principais animais e importância de sua conservação

destaques meio ambiente


A vegetação litorânea também conhecida como restinga apresenta uma elevada resistência à salinidade, e aos ventos intensos.

O Brasil possui muitas vegetações incríveis e que devem ser preservadas, sendo que uma delas é a chamada vegetação litorânea — formação presente nas planícies e terras baixas do litoral do País. Ela é constituída por variados tipos de espécies vegetais, formando ecossistemas inteiros e abrigando uma ampla diversidade de espécies.

As vegetações litorâneas brasileiras podem ser classificadas entre dois principais subtipos: os mangues e as restingas. Conheça cada um deles a seguir e seus animais típicos:

Vegetação litorânea: restinga

A restinga é composta por formações vegetais que habitam terrenos arenosos, geralmente localizados nas zonas costeiras, acompanhando as praias. A vegetação da restinga apresenta elevada resistência à salinidade, à escassez de água doce e aos ventos intensos. Em geral, as espécies vegetais são do tipo rasteiro.

Animais da restinga

A maior parte dos animais que vivem na restinga, ou passam algum período de sua vida neste local, são aves, aves aquáticas e alguns mamíferos. Certas espécies são residentes, enquanto outras são migratórias — como os pássaros que usam essas regiões para pouso, para alimentação e para reprodução. Os principais animais da restinga são:


  • Tucano;
  • Saíras;
  • Bem-te-vi;
  • Quero-quero;
  • Jacu;
  • Papagaio-da-cara-roxa;
  • Saracura;
  • Saracura-três-pontes;
  • Mico-leão-caiçara;
  • Lontra;
  • Perereca.


Em algumas áreas mais afastadas, nas quais a restinga quase se delimita com algumas outras vegetações, também é possível encontrar animais de grande porte, tais como: gatos do mato, onças e jaguatiricas.

Vegetação litorânea: mangues

Também chamados de manguezais, os mangues são ecossistemas costeiros presentes em regiões tropicais e subtropicais em que há o encontro de águas dos rios e dos mares. Trata-se de um ambiente úmido, com solo salgado, lodoso, pobre de oxigênio e rico em nutrientes. Por conta dessas características, a vegetação do mangue é formada principalmente por plantas halófitas — que são tolerantes à salinidade e, muitas vezes, têm raízes aéreas para absorver o oxigênio do ar.

Animais do mangue

Os manguezais são ambientes perfeitos para o refúgio de organismos jovens em suas primeiras etapas de desenvolvimento. Por isso, muitos animais não passam a vida inteira neste ambiente, embora existam algumas espécies que têm o manguezal como sua principal morada. Os principais animais que vivem nos manguezais são:


  • Caranguejos;
  • Sururus;
  • Taiobas,
  • Mariscos e ostras.

Qual a importância de conservar a vegetação litorânea?

Tanto mangues como restingas apresentam uma grande importância ambiental, sendo que ambas são consideradas Áreas de Preservação Permanente. Entretanto, esses locais têm sido amplamente explorados desde a colonização do Brasil, quando os litorais foram a porta de entrada dos portugueses.

Ao longo dos anos, suas vegetações sofreram muitas alterações e desmatamento. Com o crescimento das cidades e das praias como centros de lazer, a vegetação litorânea foi se rareando cada vez mais. Hoje em dia, com o mercado imobiliário dominando os litorais, e com problemas crescentes de depósito de resíduos nas praias, é difícil encontrar restingas que ainda possuem suas vegetações típicas em bom estado. Há apenas alguns locais que mantém focos de preservação.

Imagem: istock.com / SimonDannhauer

Fonte: http://www.pensamentoverde.com.br

Alfredo de Pontal

Autor & Editor

O portal Águas de Pontal abre as cortinas para mostrar o grande espetáculo da vida proporcionado pela Mãe Natureza e seus atores: o ser humano íntegro voltado à reconstrução.

 

Não perca nossas publicações...

Inscreva-se agora e receba todas as novidades em seu e-mail, é fácil e seguro!

Desenvolvido por YouSee Marketing Digital - Nós amamos o que fazemos
| Hosted in Google Servers with blogger technology |: