16 de dez de 2017

Publicado em:

Mesmo fora da temporada, Antonina sofre com a falta d’água

notícias
Moradores dizem que o problema é antigo e se repete nas proximidades das festas de fim de ano e no carnaval.



Moradores do município de Antonina, no Litoral do Paraná, sofrem com interrupções constantes no abastecimento de água. O sistema quase cinquentenário e sem nenhuma ampliação, não dá mais conta do tamanho do município, especialmente nos dias mais quentes, nas festas de fim de ano e no carnaval, quando a população flutuante da cidade aumenta.

Segundo a assessoria de imprensa do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae), responsável pelo abastecimento de água no município, já existe um projeto de duplicação da adutora, já que a atual não suporta mais a cidade, com recursos de 8 milhões para a execução da obra, a partir de um convênio com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa). A vida útil do projeto contempla o abastecimento até 2017 e as obras devem começam em 2018.

Enquanto isso, moradores de Antonina, como a dona de casa Delacir Pereira Vieira seguem sofrendo com a falta do serviço. Ela conta que está há uma semana sem água. “A gente fica esperando água e, quando vem, é só um pouquinho”, reclama ela, que mora no bairro Portinho. “Para tomar banho, só de caneco”, acrescenta Delacir, que está preocupada com a proximidade das festas de Natal e ano novo. “Vem todo mundo aqui para casa, como a gente vai fazer?”, questiona.

Segundo a dona de casa, o problema é antigo e se repete nas proximidades das festas de carnaval e de fim de ano. “Acho que estão segurando a água para as festas. É sempre assim. Os turistas são bem atendidos e quem mora aqui que paga a conta.”

Uma moradora do bairro Caixa D’Água - que preferiu não se identificar - afirma que chegou a ficar quase 55 horas sem água em sua residência esta semana. “Cortaram a água por volta das 9h da manhã do domingo (10) e ela só voltou às 16h da terça-feira (12). Acho um absurdo ficarmos sem água assim.”

Já no bairro Portinho, uma moradora afirma que o fornecimento de água tem sido interrompido todos os dias desde o início de dezembro. “Na terça e na quarta-feira, por exemplo, a água voltou por volta das 19h e só deu tempo de encher a caixa d’água para já cortarem de novo perto da 1h da manhã”.

Segundo ela, diversas ligações já foram feitas por sua família solicitando respostas do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae), responsável pelo serviço em Antonina. Mas nada foi feito. “Eles dizem que estão em manutenção ou que há problemas na rede. Cada dia é um problema diferente”, lamentou a moradora, que sofre com a situação todos os anos entre dezembro e fevereiro.

Por outro lado, a assessoria de imprensa da Samae afirma que o fornecimento de água está regularizado nesta semana e que o problema da anterior resultou de uma falha elétrica no transformador da Copel.

A assessoria diz ainda que, apesar da regularização do problema do transformador, o abastecimento no município é comprometido nas regiões elevadas como nos bairros Tucunduva e Saivá. Mas nenhuma das pessoas entrevistas pela reportagem residem nessas localidades.

Fonte: http://www.gazetadopovo.com.br

Alfredo de Pontal

Autor & Editor

O portal Águas de Pontal abre as cortinas para mostrar o grande espetáculo da vida proporcionado pela Mãe Natureza e seus atores: o ser humano íntegro voltado à reconstrução.

 

Não perca nossas publicações...

Inscreva-se agora e receba todas as novidades em seu e-mail, é fácil e seguro!

Desenvolvido por YouSee Marketing Digital - Nós amamos o que fazemos
| Hosted in Google Servers with blogger technology |: