21 de nov de 2017

Publicado em:

Marca de água bate a marca de R$ 1 milhão de lucro para levar água ao semiárido

variedades
Todo o valor obtido com a venda do produto é destinado a projetos de acesso à água para as famílias da região.



Lançada no Dia Mundial da Água (22/03) deste ano, a água AMA bateu a marca de R$1 milhão em lucro de vendas. E o valor já tem destino: ajudar mais comunidades do semiárido brasileiro.

AMA destina 100% de seu lucro para projetos que levam água às famílias da região mais seca do país. Já são mais de 6 mil pessoas beneficiadas com a construção de poços para captação de água ou adutora, além de uma mini usina gerada por sistema fotovoltaico para distribuição da água a um baixo custo.

Para colocar os projetos em prática, a AMA direciona os recursos para o SISAR – Sistema Integrado de Saneamento Rural – que administra a maioria dos sistemas de água rurais do Ceará. Equipes técnicas do SISAR, formadas por especialistas em recursos hídricos e assistentes sociais, dão a essas comunidades todo o suporte necessário para que as iniciativas se desenvolvam de forma sustentável e possam ser geridas pelas próprias comunidades depois que os projetos são inaugurados.

Os projetos começaram no Ceará nas comunidades de Bom Nome, em Aiuba; Carqueja do Sabino Mota, em Capistrano; Sítio Volta e Caiçara, no município de Jaguaruana; Escalvado, em Itapipoca; Quincuncá, na cidade de Farias Brito e Ventura, em Alcântaras.

“Quanto mais pessoas escolherem AMA, mais pessoas no semiárido terão acesso à água. Isto abre portas para a melhora na qualidade de vida destas famílias. Já temos planos para 7 novas comunidades, além de incentivos para projetos inovadores de acesso à água desenvolvidos por empresas júniores e startups”, comemora Carla Crippa, diretora de Sustentabilidade da Ambev e co-criadora de AMA. “Este resultado mostra que os consumidores brasileiros estão abertos a produtos com causas sociais”, complementa.

Neste ano, AMA realizou a segunda edição do Desafio AMA, que buscou empresas juniores para criarem soluções para a geração de renda no semiárido. A Sea Jr, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, foi a vencedora com um projeto de aquaponia, recebendo um aporte de R$ 30 mil para implementação em Sítio Caiçara.

Também lançou, em parceria com o Yunus Negócios Sociais, a Aceleradora AMA. Já foram selecionados quatro projetos inovadores para geração, tratamento e distribuição de água. Até janeiro de 2018, os empreendedores selecionados, que são dos Estados Unidos, Itália, Ceará e Bahia, terão a mentoria de profissionais especializados, de acordo com as necessidades de cada negócio, incluindo um módulo especial sobre tecnologia ministrado pela Singularity University, referência em inovação
do Vale do Silício.

Atualmente, a água está disponível para venda em garrafas de 500ml em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Bahia e no Distrito Federal, e pelo site.

Fonte:http://ciclovivo.com.br/

Alfredo de Pontal

Autor & Editor

O portal Águas de Pontal abre as cortinas para mostrar o grande espetáculo da vida proporcionado pela Mãe Natureza e seus atores: o ser humano íntegro voltado à reconstrução.

 

Não perca nossas publicações...

Inscreva-se agora e receba todas as novidades em seu e-mail, é fácil e seguro!

Desenvolvido por YouSee Marketing Digital - Nós amamos o que fazemos
| Hosted in Google Servers with blogger technology |: