16 de out de 2017

Publicado em: ,

EUA surpreende com aumento de investimentos em energia renovável

destaques notícias
Sete projetos gigantescos de energia eólica, incluindo um no estado americano de Oklahoma, rico em petróleo, provocaram um surpreendente aumento nos investimentos em energia renovável no terceiro trimestre.


O financiamento ao setor de energia limpa aumentou 40 por cento em relação ao ano anterior, para US$ 66,9 bilhões, no período de três meses finalizado em setembro, segundo relatório da Bloomberg New Energy Finance. O investimento cresceu 2 por cento nos nove primeiros meses do ano e caminha para fechar o ano “perto ou pouco acima” dos US$ 287,5 bilhões registrados em 2016, informou a BNEF.

Os números destacam o quarto aumento trimestral consecutivo para o setor, no qual a queda dos custos para o desenvolvimento de parques eólicos e solares levou à construção de uma capacidade maior por menos dinheiro. A American Electric Power apoiou o projeto Wind Catcher da Invenergy em Oklahoma, de US$ 4,5 bilhões, que, segundo a distribuidora de energia, economizará US$ 7 bilhões para os clientes ao longo de mais de duas décadas com a oferta de uma eletricidade mais barata que as fontes existentes.

“O Wind Catcher é um exemplo de uma distribuidora regulada em uma área dos EUA com fortes ventos que está aproveitando os créditos fiscais federais para construir um projeto que produzirá eletricidade a um custo inferior ao de suas usinas atuais que funcionam com carvão e gás”, disse Amy Grace, chefe de pesquisa da BNEF na América do Norte, em comunicado divulgado nesta quinta-feira.

É improvável que o investimento deste ano iguale o recorde de US$ 348,5 bilhões alcançado em 2015, afirma a BNEF, e a pausa se mantém em algumas categorias de financiamento que antes estavam entre as apoiadoras mais ricas do setor.

O capital de risco e o private equity forneceram US$ 662 milhões no terceiro trimestre, 79 por cento menos que no ano anterior e também a leitura mais fraca registrada desde o início do boom moderno das energias renováveis, em 2005. O investimento proveniente de ofertas públicas iniciais também caiu 63 por cento, para US$ 1,4 bilhão, menor patamar registrado desde o início de 2016.

“O número fraco do investimento dos mercados públicos no terceiro trimestre ironicamente veio mesmo com o forte desempenho das ações do setor de energia limpa”, disse Abraham Louw, pesquisador da BNEF que monitora os dados. Ele observou um avanço de 22 por cento no ano até agora no WilderHill New Energy Global Innovation Index, que monitora 97 empresas do setor.

O financiamento de ativos — que engloba bancos que concedem empréstimos para o financiamento de projetos, autofinanciamento por empresas de energia, leasing e títulos utilizados para refinanciar contratos — deu às energias renováveis seu maior impulso. O financiamento a projetos com escala suficiente para distribuição subiu 72 por cento no terceiro trimestre em relação ao ano anterior, para US$ 54,3 bilhões, informou a BNEF.

Além do parque eólico de Oklahoma, outros seis receberam financiamento de pelo menos US$ 600 milhões, incluindo projetos no México, no Reino Unido, na Alemanha, na China e na Austrália.

A divisão por país mostrou avanços nas maiores economias. O investimento global da China em energias renováveis e em energia limpa cresceu 35 por cento, para US$ 23,8 bilhões. Os EUA avançaram 45 por cento, para US$ 14,8 bilhões, a Europa 43 por cento, para US$ 11,6 bilhões, e o Brasil 32 por cento, para US$ 1,7 bilhão.

O investimento caiu 32 por cento no Japão, para US$ 2,2 bilhões, e 49 por cento na Índia, para US$ 1,1 bilhão.

Fonte: com informações da Bloomberg - www.ambienteenergia.com.br

Alfredo de Pontal

Autor & Editor

O portal Águas de Pontal abre as cortinas para mostrar o grande espetáculo da vida proporcionado pela Mãe Natureza e seus atores: o ser humano íntegro voltado à reconstrução.

 

Não perca nossas publicações...

Inscreva-se agora e receba todas as novidades em seu e-mail, é fácil e seguro!

Desenvolvido por YouSee Marketing Digital - Nós amamos o que fazemos
| Hosted in Google Servers with blogger technology |: