14 de mar de 2017

Publicado em:

Projeto de lei pode liberar caça de animais silvestres no Brasil

meio ambiente
A caça de animais silvestres no País é proibida por lei desde 1967, mas um novo projeto pode mudar isso.


A caça de animais silvestres no Brasil é proibida por lei desde 1967, mas um projeto de lei pode mudar isso. O PL 6268/16, de autoria do deputado federal Valdir Colatto (PMDB-SC), pretende anular a Lei de Proteção à Fauna (Lei 5.197) e regulamentar o exercício da caça profissional no país.

Segundo o texto do projeto, tal mudança seria necessária para conter algumas espécies consideradas invasoras e que oferecem perigos à produção agropecuária.

A liberação da caça profissional, porém, só ocorreria mediante plano de manejo aprovado pelos órgãos ambientais competentes.

“Precisamos resolver isso de uma vez por todas, uma vez que estamos perdendo o controle dos animais que estão em desequilíbrio ambiental e hoje se tornaram grandes pragas, tanto para a cidade como para o campo”, afirmou o deputado em discurso na câmara.

O PL também prevê a criação de áreas reserva própria para caça de animais em propriedades privadas e espaços para a comercialização de algumas espécies de animais.

Pela proposta, 30% do lucro líquido anual da reserva própria para caça deve ser aplicado em planos para recuperar e proteger espécies da fauna silvestre brasileira.

Além disso, o projeto de lei reduz as multas e a prisão para quem for pego caçando irregularmente, prática criminosa bastante comum em todo o país.

Embora ainda em fase inicial de tramitação, a proposta tem gerado polêmica. O grupo ambientalista Greenpeace diz que o projeto trata de liberar o “assassinato de animais” e afirma que não vai poupar esforços para derrotá-lo e impedir sua aprovação.

Enquanto isso, um abaixo-assinado público para barrar o projeto já reúne mais de 40 mil assinaturas no site Change.org.

O texto da petição reconhece que espécies invasoras consideradas pragas, como o javali-europeu (introduzido no Brasil por pecuaristas em 1980 e que não tem inimigos naturais) representam um problema ambiental, sanitário e social crítico e que precisa ser atendido.

“No entanto, incentivar que a população pratique a caça é uma medida arriscada e imoral que vai contra os esforços do país para promover práticas de bem-estar animal”, diz um trecho.

Ainda segundo a petição, “a caça de animais silvestres nativos de nossa fauna deve ser repudiada, continuar sendo crime e fiscalizada”.

Fonte: http://exame.abril.com.br/

Alfredo de Pontal

Autor & Editor

O portal Águas de Pontal abre as cortinas para mostrar o grande espetáculo da vida proporcionado pela Mãe Natureza e seus atores: o ser humano íntegro voltado à reconstrução.

 

Não perca nossas publicações...

Inscreva-se agora e receba todas as novidades em seu e-mail, é fácil e seguro!

Desenvolvido por YouSee Marketing Digital - Nós amamos o que fazemos
| Hosted in Google Servers with blogger technology |: