1 de mar de 2017

Publicado em:

“Campanha da Fraternidade 2017. Os biomas brasileiros e a defesa da vida”

artigos
Nesta época, fiéis são chamados a refletir sobre o dever da conversão, da mudança de vida.




Hoje é quarta-feira de cinzas, o primeiro dia da Quaresma para os cristãos. Neste dia, fiéis são chamados a refletir sobre o dever da conversão, da mudança de vida.

E é na quarta-feira de cinzas que, para os cristãos católicos, ocorre o lançamento da Campanha da Fraternidade – Uma forma de relembrar que a vida é passageira, transitória. Sempre abordando temas atuais, a cada ano, a Campanha da Fraternidade propõe uma transformação social e comunitária, a partir do empenho de todos em favor da solidariedade e fraternidade, seja em desafios sociais, econômicos, culturais e até mesmo religiosos.

Para este ano de 2017, foi definido pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) o tema a “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida”, e como lema “Cultivar e guardar a Criação”. Isto mesmo: a Campanha da Fraternidade é um movimento do catolicismo brasileiro e demonstra a preocupação e o compromisso da Igreja com situações existenciais de nossa gente.

Por meio deste tema, mais uma vez, a questão ambiental vem à tona. Não é demais repetir que nossas cidades não suportam mais o desaforo quanto ao desrespeito para com a destinação inadequada de resíduos, a poluição de rios, riachos, açudes e lagoas, a ocupação indevida de áreas verdes, ao uso desregulado e desmedido da água, dentre tantas outras falhas que ocorrem ao não se praticar a cidadania.

Os biomas, por sua vez, são afetados sim, por quaisquer destas situações e muitas outras. E o que é um bioma? Pode-se afirmar que é um sistema formado por todos os seres vivos de uma determinada região, cuja vegetação tem bastante similaridade e continuidade, com um clima mais ou menos uniforme, tendo uma história comum em sua formação.

Devido as suas proporções continentais, no Brasil há uma evidente diversidade de biomas, definidos, sobretudo, pelo tipo de cobertura vegetal. São categorizados seis biomas, quais sejam: Amazônia, Cerrado, Mata Atlântica, Caatinga, Pampa e Pantanal. Cerca de quase 50% do nosso território é caracterizado pelo bioma Amazônia, sendo que o Cerrado e a Mata Atlântica correspondem também a um grande percentual, 24% e 13%, respectivamente.

Em busca de uma ação mais efetiva sobre os desafios das cidades brasileiras, a Campanha da Fraternidade tornou-se especial manifestação de evangelização libertadora, provocando, ao mesmo tempo, a renovação da vida da Igreja e a transformação da sociedade.

Percebe-se com isto a necessidade de sobrevivência das sociedades onde nos obriga a pensar em uma estratégia global, que envolve muito mais do que uma abordagem entorno do “verde” e sim, a busca da garantia da vida, por meio de uma cidade sustentável, voltada para os desafios que interferem direta e indiretamente na composição e manutenção dos biomas e, consequentemente, da vida em sociedade.

* Águeda Muniz é Doutora em Arquitetura e Urbanismo e titular da Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente de Fortaleza.

Fonte: http://tribunadoceara.uol.com.br

Alfredo de Pontal

Autor & Editor

O portal Águas de Pontal abre as cortinas para mostrar o grande espetáculo da vida proporcionado pela Mãe Natureza e seus atores: o ser humano íntegro voltado à reconstrução.

 

Não perca nossas publicações...

Inscreva-se agora e receba todas as novidades em seu e-mail, é fácil e seguro!

Desenvolvido por - Nós amamos o que fazemos
| Hosted in Google Servers with blogger technology |:

Fechar