26 de dez de 2016

Publicado em:

ONU investirá US$ 3 milhões em capacitação de refugiados da Somália que querem voltar ao país

notícias
Nota do editor do site: Dadaab no Quênia é o maior campo de concentração de refugiados de origem somali do mundo. Passar pela porta de entrada do complexo é uma vitória. Quem conseguiu chegar aqui sobreviveu à saída de sua terra natal, a dias de caminhada sob um calor de 40ºC, passou por estupradores e animais selvagens, enfrentou a fome e a sede.


Refugiados da Somália que vivem no campo de Dadaab, no Quênia, participarão de capacitação desenvolvida pela ONU antes de regressar ao país de origem. Foto: OCHA

O Fundo de Construção da Paz das Nações Unidas anunciou nesta semana (20) que investirá 3 milhões de dólares em um projeto-piloto de capacitação de refugiados. A iniciativa é voltada para somalis que atualmente vivem no Quênia, mas desejam retornar ao país de origem. Objetivo da formação é levar para os deslocados forçados não apenas qualificação profissional, mas também conscientização sobre resolução pacífica de conflitos.

O Fundo de Construção da Paz das Nações Unidas anunciou nesta semana (20) que investirá 3 milhões de dólares em um projeto-piloto de capacitação de refugiados. A iniciativa é voltada para somalis que atualmente vivem no Quênia, mas desejam retornar ao país de origem. Objetivo da formação é levar para os deslocados forçados não apenas qualificação profissional, mas também conscientização sobre resolução pacífica de conflitos.

O organismo internacional destaca que o programa acompanhará os mesmos refugiados em dois territórios diferentes: primeiramente, no campo de Dadaab, no Quênia; depois, em Baidoa, na Somália, para onde os asilados devem retornar.

O alcance transfronteiriço da iniciativa foi possível devido a um acordo entre os governos dos dois países e a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR). O projeto só terá participantes que buscam a repatriação voluntária.

A capacitação será elaborada para promover a coexistência pacífica e a resolução do conflito interno na Somália. A ideia é apoiar os esforços prioritários do governo do país, atualmente concentrados na estabilização e nos dividendos da paz, incluindo investimentos em emprego.

Os escritórios do ACNUR no Quênia e na Somália, bem como o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), o Programa Mundial de Alimentos (PMA), a Organização Internacional para as Migrações (OIM) e a Organização Internacional do Trabalho (OIT) na Somália receberão recursos do Fundo da ONU.

O organismo já financia outros projetos em território somali, que buscam fortalecer a autoridade nacional em áreas libertas do controle de rebeldes.

Fonte: https://nacoesunidas.org

Alfredo de Pontal

Autor & Editor

O portal Águas de Pontal abre as cortinas para mostrar o grande espetáculo da vida proporcionado pela Mãe Natureza e seus atores: o ser humano íntegro voltado à reconstrução.

 

Não perca nossas publicações...

Inscreva-se agora e receba todas as novidades em seu e-mail, é fácil e seguro!

Desenvolvido por YouSee Marketing Digital - Nós amamos o que fazemos
| Hosted in Google Servers with blogger technology |: