30 de out de 2016

Publicado em:

Programa Cidades intensifica ações para ampliar alcance do Pacto Global ONU na América Latina

notícias
Parceria com a Fundação Internacional Arayara, integrante da COESUS – Coalizão Não Fracking Brasil pelo Clima, Água e Vida – foi retomada para expandir e implementar projetos inovadores e sustentáveis

O Programa Cidades do Pacto Global da ONU deverá ter suas ações intensificadas nos próximos meses no Brasil e América Latina. O objetivo é expandir ainda mais o programa na América do Sul para o estabelecimento de projetos e alavancagem de recursos nacionais e internacionais para a construção de cidades e sociedades mais sustentáveis, inclusivas, justas e resilientes.

Para formalizar essa nova etapa da parceria com a Fundação Internacional Arayara firmada ainda em 2011, a vice-diretora do UN Global Compact Cities Programme sediado em Melbourne, na Austrália, Elizabeth Ryan, esteve na sede, evento integrante de uma extensa agenda de eventos e palestras no Brasil e Uruguai, onde terá contato com lideranças políticas, gestores públicos, empresários e representantes dos movimentos sociais.

“O Brasil realmente nos inspira por sua capacidade de mobilização das pessoas na defesa da sustentabilidade, na luta contra a corrupção, na governança e na defesa dos Direitos Humanos. Essa parceria dará grandes frutos”, destacou Elizabeth Ryan durante evento na sede da Arayara.

Reunião para formalizar a parceria entre o Programa Cidades do Pacto Global da ONU e Fundação Internacional Arayara contou com a participação de representantes das duas entidades.

A proposta do Programa Cidades é estabelecer parcerias multissetoriais envolvendo governo, empresas, sociedade civil e universidades para desenvolver projetos inovadores e buscar soluções para os complexos desafios urbanos. Todos os projetos devem contemplar as dimensões sociais, econômicas, ambientais, político-institucionais e culturais.

A iniciativa está sendo desenvolvida em mais de 150 cidades e regiões em todo o mundo como em Seoul (Coreia do Sul), Cidade do Cabo (África do Sul), Amsterdam (Holanda), Budapeste (Hungria), Dubai (Emirados Árabes), Amman (Jordânia), entre outras localidades. No Brasil, mais de 30 cidades já desenvolvem projetos inovadores, entre elas Porto Alegre (RS), Corupa (SC), Maringá (PR), Ourinhos (SP), além dos estados de Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso e Paraíba.

“O grande mérito do Cities Programme é fomentar e articular espaços de diálogo e cooperação para o estabelecimento de parcerias entre governos, iniciativa privada e sociedade civil organizada, oferecendo metodologia, chancela e reconhecimento internacionais, além de alavancar uma rede global de parceiros”, explica Rosane de Souza, representante do Programa Cidades no Brasil desde 2013.

O vereador Diemerson Castilho, vice-presidente da Câmara Municipal de Umuarama, participou do evento e se comprometeu a encaminhar as propostas na cidade: “Penso que trazer capital intelectual, recursos financeiros de fora do país para nos ajudar a resolver os gargalos de Umuarama, como a duplicação da PR 323, Aeroporto, ausência de inovação, política industrial, fomentar a tecnologia e energias renováveis é de fundamental importância, por isso farei todo o possível para que Umuarama seja signatária da Carta de Compromisso chamada Pacto Global” ressaltou o vereador.

América Latina

A presença de Elizabeth Ryan no Brasil tem como objetivo formalizar a parceria com a Fundação Internacional Arayara que apoiará a expansão do programa no país e levar a metodologia para inúmeras cidades da América Latina. Nesse mesmo sentido, a Arayara possui experiência e capacitação técnica para educar diferentes segmentos da sociedade a participar na gestão pública. Em atividade desde 1994, a fundação já estabeleceu diversas parcerias com governos locais e nacionais que possibilitaram a realização de oficinas para mais de 5.000 pessoas.



Segundo Nicole Figueiredo De Oliveira, diretora da Fundação Arayara, “a meta é implantar programas de sustentabilidade, inovação, educação e soluções em projetos voltadas as cidades.

Sabemos que uma das dificuldades dos municípios é ter projetos que criem modelos de desenvolvimento para gerar renda, trabalho e inovação baseados em regras de sustentabilidade. Neste sentido, nossa Projetoteca com mais de 3 mil projetos alavancam possibilidades, bem como nossa equipe técnica estabelece novas soluções e captação de recursos, além de uma inserção internacional para cidades de todos os tamanhos”.

A Arayara também integra outros movimentos e luta em defesa da sustentabilidade como a campanha desenvolvida pela COESUS – Coalizão Não Fracking Brasil pelo Clima, Água e Clima – junto com a 350.org Brasil e América, Latina, entidades nas quais Nicole Figueiredo está na linha de frente.

“Nossos objetivos se complementam pois temos como missão ajudar na construção de uma sociedade mais justa, solidária, sustentável e livre do Fracking em que as pessoas sejam beneficiadas e as condições de vidas sejam melhoradas”, completa.

Além de visitar vários projetos desenvolvidos pelo Programa Cidades no Brasil, como o projeto turístico Angra Doce que envolve cidades de São Paulo e Paraná na região da Usina de Chavantes, Elizabeth também estará no Uruguai em encontro organizado pela Fundação Arayara com parlamentares, gestores públicos e empresários latino-americanos.

Cidades e sociedades sustentáveis

O Programa Cidades é alinhado com os 10 princípios do Pacto Global da ONU, que englobam as áreas de Direitos Humanos, Direitos do Trabalhfdador, Meio Ambiente e Anticorrupção. São mais de 12 mil organizações signatárias articuladas por 167 países ao redor do mundo.

Além desses compromissos, o programa apoia a implementação dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), estabelecidos pelos países-membros das Nações Unidas (ONU). Os ODS foram adotados no final de 2015 como a principal iniciativa da Agenda ONU 2030 para eliminar a pobreza, proteger o planeta e garantir prosperidade para todos. A implementação do Objetivo Global 11, que reconhece a importância da sustentabilidade dos espaços urbanos, é um dos principais focos do programa em relação aos ODS.

Por Silvia Calciolari

Fotos: Marcel Ribeiro/COESUS/350Brasil

Alfredo de Pontal

Autor & Editor

O portal Águas de Pontal abre as cortinas para mostrar o grande espetáculo da vida proporcionado pela Mãe Natureza e seus atores: o ser humano íntegro voltado à reconstrução.

 

Não perca nossas publicações...

Inscreva-se agora e receba todas as novidades em seu e-mail, é fácil e seguro!

Desenvolvido por YouSee Marketing Digital - Nós amamos o que fazemos
| Hosted in Google Servers with blogger technology |: