1 de ago de 2016

Publicado em: ,

Abandonados à própria sorte, animais merecem respeito, amor e compaixão

destaques reflexões

Eles são considerados os melhores amigos do homem. Pena que a recíproca nem sempre seja verdadeira. São incontáveis os casos de cães abandonados pelas vias, como se fossem coisas descartáveis. Eles ficam à mercê do frio, da fome, da falta de referência, enfim, são vítimas do descaso. Muitos são desprezados já na velhice ou doentes, outros são descartados logo ao nascer. Mais independentes que os cachorros, os gatos também sofrem com o abandono. Basta dar uma volta pelo bairro que facilmente haverá um felino à espreita. Mas, assim como os cães, eles são animais domésticos, não deveriam estar correndo riscos pelas ruas. Afinal, o que há de errado com as pessoas?

Infelizmente, muitos compram ou adotam os bichos por impulso. Esquecem que eles têm sim inúmeras necessidades, precisam de cuidados constantes, além, é claro, de amor. E sim, haverá gastos, preocupações, até mesmo chateações. Quem tem animais, sabe que eles têm manias. Alguns gostam de puxar as roupas do varal, outros se divertem estragando calçados. Fazem isso para chamar a atenção, certamente, não é por maldade. Esse sentimento, aliás, é inexistente nos seus corações. Diferente de muitas pessoas que, sabedoras do sofrimento certeiro que o abandono gera, não pensam duas vezes antes de descartar seus animais pelas ruas.

Sorte que existem moradores solidários com a causa animal. Eles são verdadeiros anjos para os bichinhos que, muitas vezes em situação deplorável, aguardam por um gesto de compaixão. Como mostrado nesta semana por O Imparcial, voluntários em Presidente Prudente utilizam as redes sociais para viabilizar adoções responsáveis, pedir lares temporários ou ajuda financeira. Mobilizam-se para resgatar animais abandonados, maltratados, atropelados. Não se cansam de lutar pelo bem-estar de cães e gatos. São a salvação para aqueles que, largados ao acaso, são invisíveis aos olhos da maioria.

Outra ação importante realizada no município, desta vez, pelo poder público, também visa coibir os casos de abandono e maus-tratos contra os bichinhos. Trata-se da chipagem, que identifica os donos dos animais que, por ventura, forem encontrados pelas vias da cidade. Recentemente, este diário também noticiou que a administração municipal vai abrir licitação para contratação de clínica veterinária para viabilizar a castração gratuita de cães e gatos, cujos proprietários não tenham condições financeiras para arcar com o procedimento.

E é somente desta forma, por meio da união de esforços entre o poder público e a comunidade, que os casos de negligência contra os animais serão coibidos. Chega de maus-tratos e abandono! É preciso mais conscientização. Quem não consegue atender as necessidades dos animais não merece tê-los em casa. Não merece receber o amor incondicional que eles têm a oferecer. Portanto, não adote! Simplesmente, não se aventure a ter um animal que, assim como nós, merece respeito, compaixão, cuidados e, acima de tudo, amor.

Fonte: http://www.imparcial.com.br/

Alfredo de Pontal

Autor & Editor

O portal Águas de Pontal abre as cortinas para mostrar o grande espetáculo da vida proporcionado pela Mãe Natureza e seus atores: o ser humano íntegro voltado à reconstrução.

 

Não perca nossas publicações...

Inscreva-se agora e receba todas as novidades em seu e-mail, é fácil e seguro!

Desenvolvido por YouSee Marketing Digital - Nós amamos o que fazemos
| Hosted in Google Servers with blogger technology |: