17 de jun de 2016

Publicado em:

O alemão e a pontualidade.

curiosidades

Pontual como um rei, assim é o alemão. O jornalista Peter Zudeick escreve sobre a maior virtude alemã: nunca se atrasar. Nem é chegar muito cedo, diga-se de passagem.

Pontualidade é um dos orgulhos dos alemães. Ser pontual como um relógio é o suprassumo do alemão. Nós não inventamos o relógio, porém, contribuímos consideravelmente para que as pessoas funcionem como um. E por que é assim? Porque, senão, seria o fim do mundo. Na Alemanha, tudo chega na hora: trens, ônibus e aviões. Quem afirma o contrário, tem uma percepção distorcida da realidade.
Aqui, grandes projetos, como o novo aeroporto de Berlim, são construídos, normalmente, no prazo previsto. Se houver pequenos contratempos, é culpa dos outros. Sabotagem, provavelmente. Para quem não acompanhou a história: a conclusão do grande projeto está com um atraso de vários anos.
"Pontualidade é a cortesia dos reis", diz o provérbio alemão. Mas isso não significa que sejamos todos monarquistas. Não, para os alemães, a pontualidade é uma questão de princípio. O filósofo alemão Immanuel Kant se levantava sempre às cinco horas da manhã, iniciava sua aula na universidade às sete em ponto, escrevia das nove à uma, saía para passear às três e meia da tarde, subindo e descendo oito vezes a avenida Lindenallee em Königsberg [hoje Kaliningrado]. Às dez da noite, o pensador ia se deitar, regularmente. Kant era a pontualidade alemã em pessoa.

Quem se atrasa...
Tudo bem, nem todo alemão atinge esse grau de perfeição. Mas ele se esforça. Quase 85% dos alemães afirmam levar muito a sério seus compromissos e esperam o mesmo dos outros. "Cinco minutos antes da hora é a pontualidade do alemão", afirma o dito popular.
O mesmo provérbio existe também usando os termos "soldados" ou "pedreiros". Entretanto, para esses últimos, não há a mínima garantia: a expressão "pontual como um pedreiro" significa "terminar na hora cravada". Pois os pedreiros alemães têm a fama de largarem o trabalho exatamente quando bate o fim do expediente. Isso, para não perder um segundo do tempo livre. Um hábito que, certamente, não é invenção de um alemão.
Há vários provérbios do gênero, como "Quem chega tarde é castigado pela vida". E alguns até meio ambíguos, como: "Chega tarde, mas chega". Outro: "Nunca chega tarde demais quem traz boas notícias". Bom, vamos deixar por isso mesmo!
E se alguém chega atrasado para fazer uma brilhante palestra sobre o valor da pontualidade, não é preciso cair em cima do coitado.
Porém, existe um ditado que é preciso contestar: "Melhor uma hora adiantado do que um minuto atrasado". Esse provérbio é um péssimo conselho. Num jantar, por exemplo, chegar cinco minutos antes pode até ser constrangedor. Odeio quando convido alguém e o indivíduo chega cedo demais. Eu, no espelho, de cueca e secador, e a pessoa, à porta, de terno e gravata. Isso não dá. Pontualidade também quer dizer não encher meu saco antes da hora!

Fonte: http://www.dw.com/

Alfredo de Pontal

Autor & Editor

O portal Águas de Pontal abre as cortinas para mostrar o grande espetáculo da vida proporcionado pela Mãe Natureza e seus atores: o ser humano íntegro voltado à reconstrução.

 

Não perca nossas publicações...

Inscreva-se agora e receba todas as novidades em seu e-mail, é fácil e seguro!

Desenvolvido por YouSee Marketing Digital - Nós amamos o que fazemos
| Hosted in Google Servers with blogger technology |: