21 de jun de 2016

Publicado em:

É ASSIM QUE BEBÊS ELEFANTES SÃO TREINADOS PARA OS CIRCOS.

destaques
Por Ameena Schelling / Tradução de Alice Wehrle Gomide

Esta é a deprimente verdade por trás do maior show na Terra.

Estas fotos, tiradas pelo ex-treinador do Ringling Bros. e Barnum & Bailey Circus Sam Haddock, mostram o processo brutal de preparar os elefantes para o circo. Um jovem filhote de elefante é amarrado com corda, sua mãe em nenhum lugar à vista, enquanto o grupo de “treinadores” contorce o jovem animal em posições que ele precisa aprender para se apresentar.


Em algumas fotos, os supostos treinadores podem ser vistos usando um bullhook (bastão com gancho) para controlar o animal. Os instrumentos pontiagudos são usados para espetar os elefantes do entretenimento ou trabalho, para fazer com que eles se “comportem”, e foram banidos em várias cidades dos EUA.


O processo de treinamento é doloroso, tanto física como psicologicamente – os bebês elefantes são com frequência brutalmente retirados de suas mães antes do treinamento começar.

Algumas vezes isso se torna fatal. Um filhote de oito meses de idade chamado Ricardo foi eutanasiado em 2004 depois que ele caiu de uma plataforma durante o treinamento e quebrou duas pernas. Alguns anos antes, um elefante de três anos se afogou após correr para a água para escapar do bullhook de seu treinador.


É claro, o Ringling Bros. já anunciou que iria acabar com seu programa com elefantes – apesar da companhia ter dito que eles serão aposentados no Centro para Conservação de Elefantes, o centro de treinamento e reprodução na Flórida onde estas fotos foram tiradas. Não está claro se os elefantes ainda serão treinados para se apresentarem.


Mas estas fotos não são unicamente do Ringling Bros. Os bebês elefantes de circos ao redor do mundo passam por um processo similar para serem preparados para as apresentações e para torná-los dóceis o suficiente para que sejam manejados.

O processo é usado na Tailândia e em outros locais onde os passeios e o trabalho com elefantes são comuns. Lá, este é conhecido como "treinamento de quebra", porque ele quebra o espírito do jovem elefante, e pode envolver espancamentos, privação do sono e fome.


Infelizmente, se um elefante é dócil o suficiente para ser controlado por humanos, ele provavelmente passou por um processo similar ao mostrado acima. A melhor forma de evitar apoiar estas indústrias é não apoiar qualquer atração que tenha elefantes fazendo truques, fazendo passeios ou se apresentando de qualquer forma – e o mesmo se aplica aos outros animais selvagens.

Felizmente, existem pessoas trabalhando para ajudar os elefantes resgatados de cenas como esta. Se você quiser ajudar, você pode fazer uma doação ao Elephant Nature Park, um santuário para os elefantes da Tailândia, ou o The Elephant Sanctuary e o Performing Animal Welfare Society, dois grupos com base nos EUA que fornecem um lar seguro para antigos elefantes de circos.

Fonte: The Dodo - http://www.olharanimal.org/

Alfredo de Pontal

Autor & Editor

O portal Águas de Pontal abre as cortinas para mostrar o grande espetáculo da vida proporcionado pela Mãe Natureza e seus atores: o ser humano íntegro voltado à reconstrução.

 

Não perca nossas publicações...

Inscreva-se agora e receba todas as novidades em seu e-mail, é fácil e seguro!

Desenvolvido por YouSee Marketing Digital - Nós amamos o que fazemos
| Hosted in Google Servers with blogger technology |: