14 de jan de 2016

Publicado em:

Vazamento de gás atinge terminal de cargas em Guarujá, SP

destaques
Coluna de fumaça é vista de vários locais após vazamento de gás (Foto: Divulgação / Polícia Militar)

Incidente começou por volta das 15h30 desta quinta-feira (14). Vazamento de ácido de cloro isocianúrico de sódio aconteceu no litoral de SP.

O Corpo de Bombeiros registrou um vazamento de gás na área da Local Frio, no Terminal 1, no Distrito de Vicente de Carvalho, em Guarujá, no litoral de São Paulo, na tarde desta quinta-feira (14). A nuvem de fumaça já atinge, além de Guarujá, a cidade de Santos. Pouco mais de uma hora após o vazamento começar, testemunhas afirmaram ter visto fogo no local.

A Codesp, responsável pela área, afirma que a situação se trata de um vazamento de ácido de cloro isocianúrico de sódio. Ainda de acordo com a empresa, o incêndio ocorrido posteriormente atingiu até outros 12 contêiners e a área já foi isolada. Pouco antes, os bombeiros chegaram a afirmar a substância que vazou tinha características de amônia, mas a informação não se confirmou.
Várias pessoas procuraram atendimento médico e orientação após sentirem irritação nos olhos e dificuldades para respirar. Fotos registradas por moradores mostram a Avenida Santos Dummont, a principal de Guarujá, coberta por uma névoa.
Após o início do vazamento, a fumaça rapidamente se espalhou pela cidade de Guarujá. Vários moradores passaram mal e precisaram correr atrás equipamentos de proteção. "As máscaras acabaram nos postos e nas farmácias. Consegui pegar uma das últimas. Tem muita gente passando mal por causa da fumaça", afirma a doméstica Maria Rita.

O engenheiro Felipe Pavan, de 27 anos, que trabalhava na Santos Brasil no momento do acidente, conta que ninguém entendeu o que estava acontecendo quando o produto começou a vazar. "Fomos orientados a ir ao local de resgate. O problema é que estava tudo tomado por fumaça. Depois orientaram a sairmos por outra área. Nos disseram que era amônia e nitro alcool. Nunca tinha visto uma emergência dessas", disse.
De acordo com as primeiras informações da assessoria de imprensa da Local Frio, o contêiner que armazenava o ácido acabou sendo invadido por água, gerando uma reação química que pode colocar em risco a saúde das pessoas que entrarem em contato com a névoa.

A empresa acionou um plano de auxilio mútuo. Até o momento, não há informações sobre feridos. De acordo com informações da Prefeitura de Guarujá, uma criança deu entrada em uma unidade de saúde do município, apresentando dificuldades para respirar. Ainda não há informações sobre seu estado de saúde.
A assessoria de imprensa da Dersa, empresa responsável pelas travessias entre Santos e Guarujá, afirma que a travessia de pedestres entre Vicente de Carvalho e Praça da República está temporariamente suspensa até que a situação se normalize.
Em nota, a administração municipal afirma que a prefeitura de Guarujá está trabalhando em conjunto com agentes da Defesa Civil Estadual, Corpo de Bombeiros, Exército, e secretarias de Saúde, Meio Ambiente, Governo e Defesa Social, monitorando a situação.
A orientação é para as pessoas que moram em um raio de até 100 metros próximo ao local, ou seja, pessoas que residem no quadrante das Avenidas Alvorada, Adriano Dias dos Santos, Santos Dumont e Rua Santidade Papa Paulo VI, além do Sitio Conceiçãozinha, que está no entorno do local, procurem a casa de amigos ou parentes. Quem precisar de atendimento médico por irritação nos olhos, dificuldades de respirar, tontura ou náuseas deve procurar somente a UPA Boa Esperança, UPA Rodoviária e UPA Enseada.

Preocupada com a situação e com as possíveis implicações para a população, a Prefeita Maria Antonieta de Brito (PMDB) pediu para os moradores não saírem de casa e ordenou a evacuação dos três quarteirões próximos ao local do acidente.
"A situação é grave. Quem está nos quarteirões próximos ao local deve deixar as casas imediatamente. Os moradores precisam ir para a casa dos vizinhos e ficar longe do local da explosão. Quem estiver em casa, a orientação é pegar panos secos e colocar nas portas e janelas. Não saiam de casa. Se o morador se sentir mal deve procurar a UPA imediatamente. Cuidado com a chuva, porque ela contém elementos químicos e pode queimar a pele", diz.

Fonte: http://g1.globo.com/sp/santos-regiao

Alfredo de Pontal

Autor & Editor

O portal Águas de Pontal abre as cortinas para mostrar o grande espetáculo da vida proporcionado pela Mãe Natureza e seus atores: o ser humano íntegro voltado à reconstrução.

 

Não perca nossas publicações...

Inscreva-se agora e receba todas as novidades em seu e-mail, é fácil e seguro!

Desenvolvido por YouSee Marketing Digital - Nós amamos o que fazemos
| Hosted in Google Servers with blogger technology |: