14 de jan de 2016

Publicado em:

Conheça a floresta que anda no Equador

curiosidades
Árvores 'andarilhas'. Foto: Reprodução/BBC Earth

As árvores famosas da trilogia O Senhor dos Anéis realmente existem, de um jeito menos surreal, mas sim, elas andam.

QUITO - As árvores "andarilhas" de Sumaco parecem saídas de um livro da trilogia "O Senhor dos Anéis". É o que diz a reportagem da BBC Earth que destaca a viagem de Quito, a capital do Equador, até a Reserva de Sumaco. Uma viagem nada fácil, de acordo com Karl Gruber, autor do texto.

São três horas de carro até a entrada da floresta e, a partir dali, entre sete e 15 horas de barco, no lombo de mulas e a pé. A maior parte do percurso é ladeira acima e em estradas lamacentas. Mas o esforço vale a pena, levando-se em conta que você chega a uma floresta pristina, onde fica um achado pouco usual: árvores que "andam".

Assim como as Ents, árvores mágicas do épico literário e cinematográfico O Senhor dos Anéis, essas árvores realmente se movem pela floresta à medida que o crescimento de suas raízes promove uma realocação, normalmente entre 2 cm e 3 cm por dia.

“O solo erode, e as árvores desenvolvem novas raízes que buscam solo mais sólido, o que pode chegar a 20m”, explica Peter Vrsansky, biólogo e paleontólogo da Academia de Ciências de Bratislava, na Eslováquia.

Invasão

“A partir daí, as raízes se fixam no solo, e as árvores se dobram pacientemente em direção às novas raízes, enquanto as velhas se erguem do solo. O processo para uma árvore ir para um lugar com melhor luz solar e solo mais sólido pode demorar alguns anos”.

Vrsansky, ao lado do conservacionista Thierry Garcia, passou os últimos meses vivendo na floresta, documentando as ameaças a suas maravilhas biológicas. “Descobrimos cachoeiras, uma espécie nova de lagarto e outra de sapo, e fomos atacados por macacos peludos."

Apesar de ter perdido 10kg em uma semana, Vrsansky diz que os resultados da exploração compensaram. Em apenas um trecho da floresta ele descobriu 150 espécies de baratas – mais do que as existentes na Europa. Algumas delas se camuflavam e mesmo brilhavam no escuro.

Por incrível que pareça, essa floresta está à venda, como parte de um programa de reforma agrária, que permite a fazendeiros locais cortar madeira para obter terra. “O esquema funciona da seguinte maneira: as pessoas vêm, cortam madeira e conseguem um terreno. Cinco anos depois, podem vendê-lo”, diz Vrsansky.

Fonte: http://portalamazonia.com/

Alfredo de Pontal

Autor & Editor

O portal Águas de Pontal abre as cortinas para mostrar o grande espetáculo da vida proporcionado pela Mãe Natureza e seus atores: o ser humano íntegro voltado à reconstrução.

 

Não perca nossas publicações...

Inscreva-se agora e receba todas as novidades em seu e-mail, é fácil e seguro!

Desenvolvido por YouSee Marketing Digital - Nós amamos o que fazemos
| Hosted in Google Servers with blogger technology |: