14 de out de 2015

Publicado em:

Conhecimento dos povos nativos é essencial em desastres naturais

meio ambiente
ONU chama a atenção para sensibilidade dos indígenas em reconhecer sinais da natureza, o que pode levar a ações de prevenção dos efeitos de secas, ondas de calor e tempestades; hoje é Dia Internacional para a Redução de Desastres.

Esta terça-feira, 13 de outubro, foi o Dia Internacional para a Redução de Desastres. O objetivo da data, criada pela Assembleia Geral da ONU, é aumentar a conscientização sobre medidas que as pessoas podem tomar para reduzir os riscos em caso de desastres naturais.

Neste ano, o foco do dia foi para os conhecimentos tradicionais dos indígenas. As Nações Unidas destacam que os povos nativos sabem como reconhecer os primeiros sinais da natureza antes de secas, ondas de calor, tempestades e enchentes.

Adaptação

Aliados aos relatórios dos meteorologistas, esses conhecimentos tradicionais são essenciais para garantir que sejam tomadas ações para reduzir impactos em caso de um desastre natural.

O secretário-geral da ONU afirma que a sabedoria dos indígenas é indispensável para muitas sociedades que buscam viver em harmonia com a natureza e para a adaptação a fenômenos como aquecimento global e aumento do nível do mar.

Resiliência

Ban deu como exemplo conhecimentos passados de geração para geração entre agricultores dos Camarões. Para lidar com os impactos da seca, as sementes de milho e de feijão ficam de molho antes de serem plantadas.

Segundo o chefe da ONU, a resiliência é a soma de várias ações desse tipo, essenciais para reduzir os riscos de um desastre natural.

Ban fala também sobre a região do Ártico, onde o conhecimento dos indígenas é vital para se entender os impactos da mudança climática, como a disponibilidade de alimentos.

Ciência e Tradição

O secretário-geral acredita que essa é uma era onde cada vez mais ocorrem desastres relacionados ao clima e por isso, é importante o engajamento de comunidades nas ações para reduzir riscos.

Em sua mensagem sobre o Dia Internacional, Ban afirma que na construção da resiliência a desastres naturais, os conhecimentos tradicionais e científicos se complementam.

Ban Ki-moon pede que sejam reconhecidos os esforços das comunidades, pequenas ou grandes, que usam sua sabedoria para reduzir os riscos de desastres.


Fonte: Rádio ONU - Leda Letra - http://www.espacoecologiconoar.com.br

Alfredo de Pontal

Autor & Editor

O portal Águas de Pontal abre as cortinas para mostrar o grande espetáculo da vida proporcionado pela Mãe Natureza e seus atores: o ser humano íntegro voltado à reconstrução.

 

Não perca nossas publicações...

Inscreva-se agora e receba todas as novidades em seu e-mail, é fácil e seguro!

Desenvolvido por YouSee Marketing Digital - Nós amamos o que fazemos
| Hosted in Google Servers with blogger technology |: