14 de set de 2015

Publicado em:

Dez dicas para eliminar o mau cheiro dos sapatos

variedades

Bicarbonato, óleo essencial de melaleuca e chá verde podem ser aliados na luta contra o chulé.


Você sofre com o chulé? Não se sinta constrangido, qualquer pessoa, independentemente da idade ou do sexo, está suscetível a isso. O chulé é o nome popular associado ao odor nos pés (podobromidose). Na mentalidade popular, o chulé está associado à má higiene. Realmente, a falta de cuidados de limpeza pode causar chulé, mas ele também costuma ser originado por outros motivos. O suor excessivo na planta dos pés pode estar relacionado a doenças como hipertiroidismo, diabetes e obesidade.

O mau cheiro pode estar acompanhado de problemas como micoses, alergias e eczemas, por isso é fundamental tomar os devidos cuidados – se julgar necessário, procure um médico. O chulé é causado pela ação de bactérias que se alimentam do suor e de todo material que se encontra sobre a pele. A umidade faz com que elas se proliferem com maior rapidez. Ao decomporem o material, ocorre um processo de fermentação que libera o odor conhecido.

Sapatos fechados ou feitos de borracha e plástico não permitem ventilação, facilitando a produção de suor. As meias também podem ser as vilãs quando feitas de material sintético como o náilon. O melhor material é o algodão, que permite que seus pés respirem. Alguns sapatos retêm o suor com maior intensidade, gerando um odor difícil de suavizar.

Lavar seus pés com sabonetes antibacterianos e esfoliá-los uma vez por semana (para remover as células mortas das quais as bactérias se alimentam) ajudará na redução do mau cheiro – mas faça uso de produtos naturais para evitar danos ao meio ambiente. Secá-los muito bem, principalmente entre os dedos, antes de calçar os sapatos também ajuda.

Mas se você já faz tudo isso e está procurando métodos naturais para remover o mau cheiro de seus sapatos, confira as dicas a seguir:

1. Talco
A utilização do talco para combater o chulé é , talvez, uma das mais tradicionais – provavelmente seus avós utilizavam o talco com essa finalidade. O talco atua absorvendo a umidade e assim minimiza o mau cheiro. Você pode tanto usá-lo diretamente nos pés antes de calçar suas meias, ou aplicar no sapato durante a noite e retirar o excesso pela manhã. A medida pode ser antiga, mas é muito efetiva.

2. Bicarbonato de sódio
O bicarbonato tem mil e uma utilidades na limpeza da casa, como absorver manchas, odores e umidades. Por esse motivo, ele é muito útil para remover o chulé de seus sapatos. Você pode preparar sachês com a substância e colocar em seus sapatos após tirá-los ao final do dia. É importante lembrar que você não deve utilizar a substância do mesmo modo que o talco, pois o bicarbonato de sódio tem pH ácido e pode causar irritações em seus pés. Portanto, verifique que seu calçado não tem resquícios de bicarbonato antes utilizá-lo. Confira aqui outros usos para o bicarbonato de sódio.

3. Sálvia e lavanda
Essas plantinhas aromáticas são muito efetivas na eliminação de odores. A dica é colocar sachês com folhinhas de sálvia e uns raminhos de lavanda durante a noite em seus sapatos (você pode adicioná-las também no sachê de bicarbonato, ensinado acima).

4. Cascas de laranja, limão ou tangerina
Nunca jogue as cascas de frutas fora, elas têm mil e uma utilidades em sua casa, como retirar os poluentes da água, espantar mosquitos e aromatizar o ambiente, além de poderem ser utilizadas em deliciosos doces, entre outras funções. As cascas de frutas cítricas como o limão e a laranja também podem ser utilizadas na sua luta contra o chulé. Basta colocar as cascas (bem sequinhas) dentro de seus sapatos pela noite e retirar pela manhã. Com esse truque seguro você reaproveita essas casquinhas que não teriam função.

5. Use palmilhas com controle de odor
Existem palmilhas com tecnologia desenvolvida especificamente para corrigir esse problema, como as palmilhas com sais de prata. Você pode recortá-las no formato da sola original; funcionam bem em todos os tipos de sapato, basta prendê-las com tiras de fita adesiva dupla face se os calçados forem abertos.

6. Remova o mau cheiro congelando o sapato
O frio do congelador eliminará os fungos e bactérias que causam o mau cheiro em seus calçados. Para isso, coloque seus sapatos em sacos plástico selados no congelador. Deixe eles lá durante a noite. Vale lembrar que é preciso estar atento ao material do sapato, pois ele pode ser danificado por esse processo, principalmente se for sintético.

7. Lave seus sapatos com certa frequência
Seja lavando à mão, ou na máquina de lavar (nem todos os sapatos podem ser lavados dessa maneira), essa medida irá auxiliar na remoção do odor do calçado. Se o sapato não permitir esse tipo de limpeza, lave a palmilha na máquina e, com um pano com desinfetante bactericida, limpe o interior do sapato. Deixe todas as partes secarem muito bem em um local arejado (e de preferência no sol) antes de usar novamente. Usar o calçado molhado pode causar um odor ainda pior.

8. Alterne os sapatos
Quando você usa o calçado por dias seguidos, não permite que ele areje adequadamente e assim eles estão mais propensos a apresentar odor. Ao retirar os sapatos, coloque-os em um local bem arejado e de preferência com incidência de sol, assim eles se livram da umidade e das bactérias que causam o temido chulé. Se isso não for possível, alterne pelo menos a palmilha e seque o interior de seu sapato com secador.

9. Use meias sempre que possível
Usar os sapatos sem meias ou com meias sintéticas pode ser o motivo de seu chulé. Por isso, utilize meias de algodão, elas ajudam a absorver a umidade de seus pés. Se possível, utilize meias de corrida, elas têm uma tecnologia específica para a absorção de umidade que ajuda a manter os pés secos. Se estiver com receio de que elas apareçam, basta procurar o modelo adequado para seu calçado. Para evitar o odor, o mais importante é que elas cubram as solas dos pés e a frente dos dedos, por isso uma meia sapatilha já é eficaz.

10. Escalda pés
De noite, prepare uma bacia com água morna e duas colheres de sopa de vinagre (ou duas colheres de sopa de sal). Deixe seus pés nessa solução por dez minutos e deixe-os secarem naturalmente. Você não deverá utilizar esse método antes de calçar os sapatos, apenas antes de dormir.

O escalda pés também pode ser feito com diversas outras substâncias, como chá verde e chá preto (imersão diária de 15 minutos). Outro método é a utilização de oito gotas de óleo essencial de cipreste e oito oito gotas de tea tree (malaleuca) três vezes por semana (saiba mais sobre o óleo essencial de melaleuca aqui).

Independente do método escolhido, é importante estar ciente do motivo pelo qual você apresenta o mau cheiro. Se você sofre com essa condição, busque sempre sapatos e meias de materiais mais arejados. O chulé pode ser um sintoma de alguma alteração em sua saúde, como deficiência em zinco, por isso não tenha vergonha e fale sobre isso com seu médico.

Fonte: Equipe Ecycle - http://www.espacoecologiconoar.com.br

Alfredo de Pontal

Autor & Editor

O portal Águas de Pontal abre as cortinas para mostrar o grande espetáculo da vida proporcionado pela Mãe Natureza e seus atores: o ser humano íntegro voltado à reconstrução.

 

Não perca nossas publicações...

Inscreva-se agora e receba todas as novidades em seu e-mail, é fácil e seguro!

Desenvolvido por YouSee Marketing Digital - Nós amamos o que fazemos
| Hosted in Google Servers with blogger technology |: