15 de jul de 2015

Publicado em:

Barracada

dedo de prosa


Alguma coisa estranha paira no ar. Parece que a terra saiu do eixo. Mr. John diz que é verdade: vulcões, terremotos, tsunamis “balançaram o coreto” e o planeta vai tombando.

Dentro dele milhões de espécies sugam a seiva outrora inesgotável. Hoje, algumas foram extintas, outras lutam para sobreviver e uma delas faz de tudo para acabar com o que resta.

Vininho, meu amigo caçula, muito mais informado e experiente desde quando começamos a reunir a turma do Dedo de Prosa veio me visitar. Soube que ando meio encrencado com a saúde e trouxe-me seu apoio e carinho sem deixar de manifestar suas preocupações com as coisas que andam acontecendo.

Seu Mito, há muito rebuliço por todos os lados. Os Gregos quebraram. Na Síria e no Iraque surgiu um califado criado pelo chamado estado islâmico que apronta horrores. Estrangula, decapita, mata de porção e vai em frente.

Olha Vininho o que eles fazem não tem nada a ver com o verdadeiro Islamismo. É um bando de radicais malucos.

E o Boko Haram na Nigéria Seu Mito, o que é aquilo?

Outro bando de malucos Vininho. É por estas e tantas outras coisas que a espécie humana está em célere fase de extinção.

E em nosso país seu Mito, como entender o que está acontecendo?

O nosso País Vininho é diferente em tudo. A “merda” produzida se dilui nos riachos, rios, oceanos e os que a produzem vivem acima do mal e do bem. Frequentam salões, auditórios, “plenários e gabinetes” espalhando seu produto (assim eles dizem) em favor dos menos favorecidos da sociedade.

Ao lado deles uma minoria se locupleta, desviando valores incalculáveis.

Sem esses miasmas pútridos, salvo raras exceções, nossa Pátria amada e seu povo (os bons) não sofreriam o desencanto de viver nas falésias destruídas ou no cinza dos mares acidificados.

As oficinas dos crimes de todas as espécies são as mais especializadas. Os fazedores e defensores do bem não encontram espaço ou a desilusão rouba-lhes os sonhos e a esperança.

Poxa Seu Mito nunca vi o senhor tão crítico.

É o cansaço da vida meu jovem, quando se percebe que o pouco que me restou foi roubado e nada posso fazer.

Há o outro lado Vininho e você é parte integrante do processo de reversão. É possível ser correto, empreendedor, vitorioso. Um exército de gladiadores, sem armas, precisa ir se juntando pregando a paz e a reconstrução. O planeta pode voltar ao seu eixo e a Pátria terá que se reerguer. Os malfeitores serão expurgados, apesar da lentidão. Você e os novos benfeitores irão substituí-los e poderá haver paz. Acredite!

Estamos no limite. Ainda há tempo. As mãos de todas as cores darão o grande abraço em nossa Mãe Natureza.



P.S. Dedo de Prosa é obra do imaginário. As coincidências poderão ser interpretadas.
15/07/2015

Alfredo de Pontal

Autor & Editor

O portal Águas de Pontal abre as cortinas para mostrar o grande espetáculo da vida proporcionado pela Mãe Natureza e seus atores: o ser humano íntegro voltado à reconstrução.

 

Não perca nossas publicações...

Inscreva-se agora e receba todas as novidades em seu e-mail, é fácil e seguro!

Desenvolvido por YouSee Marketing Digital - Nós amamos o que fazemos
| Hosted in Google Servers with blogger technology |: